Índice

Modem Gradiente TM-1

Encontrei um exemplar do modem TM-1 lá na Rua Santa Ifigênia (São Paulo - Capital, R$40,oo em junho/2002), ele é grandão, basicamente para VideoTexto e principalmente tem uma porta de comunicação RS232. Escrevi este pequeno texto com informações que podem ser úteis para quem tenha um modem destes e queira fazê-lo funcionar. Até o presente momento, este parece ser o primeiro documento dedicado a este modem com este objetivo na Rede.



PiratasDoTietê O cartucho de VideoTexto

O TM-1 não possui ROM internamente, sendo que originalmente era utilizado acompanhado de um cartucho com programa de comunicação próprio. O conteúdo do cartucho encontra-se disponível aqui (7kb). Mas como, até onde se sabe, não existe mais serviço de VideoTexto, o conteúdo deste cartucho não tem utilidade.

Videotexto para quem não sabe era um serviço oferecido por algumas empresas , como, por exemplo, bancos, para consultas on-line com transmissão de dados pela linha telefônica, isso a partir de 1983~1984.



PiratasDoTietê A comunicação serial do TM-1

O modem TM-1 além de possibilitar a conexão do MSX à linha telefônica, possui uma porta serial RS232, que permite ao MSX conectar a outros dispositivos que conversem neste protocolo.

Consegui fazer uma pequena transmissão de dados de teste do MSX para o PC, e acredite, foi muito mais fácil do que eu supunha inicialmente, é cheio de detalhes mas nada difícil...

Este documento não tem a pretensão de explicar detalhes do padrão RS232, tais como paridade, bits de parada, etc. Estas informações podem ser encontradas com relativa facilidade na Rede e em livros.



PiratasDoTietê O sinal BUSDIR

O modem não controla o sinal BUSDIR, não funcionando nos ExpertPlus, ExpertDDPLus e (acho) no TurboR ST. Dá pra fazer o TM-1 controlar o BUSDIR e funcionar nestes micros, mas é preciso 'hackear' e descobrir os sinais do decodificador de endereços.



PiratasDoTietê Conectando ao MSX

O modem é conectado ao MSX através dos slots ou da Bus-Expansion, este último presente nos Experts Cinzas. A alimentação do modem é extraída do próprio micro.

O TM-1 que adquiri veio com um cartucho para "espetar" num dos slots do MSX, deste cartucho sai um cabo plano de 50 vias que é conectado na traseira do TM-1. Este cartucho não tem ROM.



PiratasDoTietê Os sinais presentes no conector DIN8

A base da comunicação serial do TM-1 ocorre com a utilização dos circuitos integrados 8251 (receptor, transmissor, sincrono, assincrono universal) e 8253 (timer). A utilização destes integrados ou equivalentes parece ser padrão da linha MSX.

Identificados os integrados principais pudemos, analisando os sinais que chegam e partem deles, identificar os pinos do conector DIN de 8 pinos da serial:


1 TXD: dados transmitidos.

2 RXD: dados recebidos.

3 DSR: dados prontos.

4 RTS\: requisicao de envio.

5 DTR\: terminal de dados prontos.

8 GND: terra.


7 6

3 8 1 A numeracao do conector DIN de 8

5 4 pinos fêmea (na traseira do TM-1).

2





O pino CTS\ de 8251A esta' ligado ao GND.

Não consegui identificar os pinos 6 e 7, mas para simples envio e recepção de dados bastam-nos os sinais TXD e RXD, mais GND.



PiratasDoTietê Conectando a porta serial do TM-1 ao PC (Construindo o cabo de comunicação)

Ooops! Ainda não fiz a ilustração... mas o cabo que construí utiliza apenas os sinais RXD e TXD, além, é claro do terra (GND).




PiratasDoTietê Documentação na Rede: os documentos 'portar.txt'

Existe na Rede alguns documentos que têm conteúdo similar e o mesmo nome: 'portar.txt'. A não ser por um detalhe a programação da RS232 do TM-1 é completamente descrita nestes documentos. Assim o que se segue será em grande parte a aplicação das informações contidas nestes documentos ('portar.txt').

Encontrei 3 versões diferentes do 'portar.txt'.



PiratasDoTietê Iniciando a comunicação serial

Inicializar a comunicação serial do TM-1 consiste em configurar os circuitos integrados com as variáveis existentes no padrão de comunicação RS232 tais como, velocidade (baud rate), paridade, número de bits de parada, etc.

A velocidade é controlada tanto pelo 8251 como pelo 8253, as demais variáveis são controladas apenas pelo 8251.



PiratasDoTietê Testando a saída de dados

Rotinas de teste que enviam uma seqüência de caracteres do MSX para o PC. No PC pode-se utilizar o programa 'Hyper Terminal' que é um opcional na instalação do Windows 95. O meu está configurado para 19200bauds, 8 bits de dados, sem paridade, um bit de parada e sem controle de fluxo.


; ORG 09000H
.z80
; ROTINAS PARA TESTE DO
; MODEM TM-1
;
; ENVIA DADOS
;*****************
START:
CALL INIRS
LD C,004H
LOOPAO:
LD B, 05FH
LOOP:
IN A, (081H)
AND 001H
JR Z, LOOP
LD A, 07FH
SUB B
OUT (080H), A
DJNZ LOOP
DEC C
JR NZ, LOOPAO
RET
;
; INICIALIZA A RS232
;********************
INIRS:
XOR A
OUT (081H), A
OUT (081H), A
OUT (081H), A
LD A, 040H
OUT (081H), A
LD A, 07EH
OUT (081H), A
LD A, 037H
OUT (081H), A
LD A, 076H
OUT (087H), A
LD A, 006H
OUT (085H), A
LD A, 000H
OUT (085H), A
LD A, 036H
OUT (087H), A
LD A, 006H
OUT (084H), A
LD A, 000H
OUT (084H), A
RET
END




PiratasDoTietê Testando a entrada de dados

Ooops! Ainda não comecei a fuçar para enviar dados do PC para o MSX...


Índice
rymaeda@yahoo.com
http://www.geocities.com/rymaeda