Índice

Antena Re-radiante

BORDER=0 Antena Re-radiante - Adaptando o Etrex para Uso Automotivo

Para o aparelho se localizar ele tem de "enxergar" no mínimo 3 satélite quanto mais satélites visíveis maior a precisão. Dentro do carro com sua estrutura metálica e conforme este se movimenta há constante perda de sinal, e como a série eTrex não possui conector para antena externa criou-se (obra de algum Hacker-Gênio) a antena re-radiante. O funcionamento é o seguinte liga-se uma antena receptora GPS fixada em um ponto de recepção externo favorável, como por exemplo sobre o teto do carro, que é ligada por cabo a uma outra antena próxima ao receptor GPS. Então a antena do teto do carro recebe o sinal do satélite propaga-o até a outra antena que retransmite este sinal ao receptor GPS. Pensei que funcionaria precariamente, mas os resultados surpreenderam... pois a impressão é que a antena re-radiante transmite o sinal sem perdas.

Princípio de funcionamento da antena re-radiante

Para fazer minha antena re-radiante utilizei o esquema deste site ByteTheBullet para tanto comprei a antena ativa mais barata que encontrei, lá no mercado livre, paguei R$50,00 (40 + 10 de Sedex). A antena consiste numa caixinha plástica preta com 45 x 45 x 15mm. Há uma base magnética para fixar sobre o carro. (havendo interesse tenho a antena à venda aqui)

Um capacitor, uma bobina, e uma fonte de +-3V (o antigo carregador automotivo do meu Palm Vx) completaram a montagem.

Inicialmente deixava a antena interna e o Legend soltos no banco do passageiro mas com o movimento ambos frequentemente se distanciavam e por isso o aparelho perdia o sinal e não era prático de consultar a tela do aparelho. Então acabei adaptando um suporte de veicular para celular (R$7,00 no Carrefour) para segurar o Legend e adaptei uma armação em acrílico para posicionar a antena interna interna sobre o Legend, encontrei até um local para fixar o suporte no console do carro (Pálio), ao lado do porta-moedas, mas como não tenho nenhuma viagem programada não colei ainda. Não ficou muito bonito mas funciona bem.

Fotos da montagem:

A montagem automotiva

Detalhe do eTrex Legeng no suporte adaptado. Na parte de cima da montagem pode-se ver o fio de cobre da antena interna colado próximo à borda da peça acrílica. Não está visível mas há uma peça de E.V.A. no meio da área contornada pelo fio de cobre, coloquei para diminuir as chances de ralar o eTrex no fio de cobre.

Detalhes eTrex Legend no suporte







BORDER=0 Considerações sobre a montagem do circuito eletrônico

Na foto a seguir a montagem que fiz. Utilizei um pedaço pequeno (miserável) de placa padrão...



Na página indicada e, a qual consultei para fazer a minha antena, não foi estabelecido um valor fixo para o capacitor indicando capacitores de 47pF a 100pF. Utilizei um capacitor cerâmico de 47pF.

Um capacitor de 47pF.

Observando que nesta faixa de valor a única inscrição no corpo do capacitor é "47".

A bobina como pode ser visto na foto a seguir foi feita com fio esmaltado, o diâmetro do fio não é muito importante, pois as dimensões que definem a indutância (uma propriedade eletromagnética) de uma bobina são o diâmetro, comprimento e número de espiras da bobina.

Como forma para enrolar a bobina utilizei um palito de churrasco, e como quando montava nem sabia se usaria uma caixa para abrigar a montagem coloquei a bobina dentro de um pedação de caneta 'Bic', pois o fio utilizado é fino e pode amassar com facilidade.

Foi indicado o fio de #26AWG, que tem 0,405mm, para ser enrolado em uma forma de 3/16" que é  4,76mm.

O fio esmaltado que utilizei foi comprado há mais de dez anos, em lojas de material elétrico. Sei que são utilizados no reparo de enrolamento de motores elétricos, então é bem provável encontrá-los em oficinas de motores elétricos.




Índice
rymaeda@yahoo.com
www.ioxio.com.br